Lemate e relações internacionais: membro do laboratório conduz estudos na França

21/09/2020 12:20

Karine Nunes é graduanda em Agronomia no Centro de Ciências Agrárias, da Universidade Federal de Santa Catarina (CCA/UFSC) e membro do Lemate desde 2017. Em agosto de 2019, a estudante embarcou para a França para concluir seus estudos, sob a orientação do prof. Fábio L. Búrigo. Seu intercâmbio é realizado no quadro do programa Brafagri (Capes) e de um acordo de dupla diplomação firmado entre a UFSC e a universidade francesa Bordeaux Sciences Agro (BSA).

Desde setembro de 2019, a estudante cursa graduação com especialização em Agricultura, proximidade e territórios na Bordeaux Sciences Agro. As regras francesas de ensino permitem que Karine complete sua formação obtendo o diploma de Engenheira Agrônoma e o título de mestre ao mesmo tempo. No curso de mestrado ela estuda o tema do Desenvolvimento de territórios, origem e qualidade de produtos, junto à Universidade de Bordeaux Montaigne.

No seu primeiro semestre na França, entre setembro de 2019 e janeiro de 2020, a estudante cursou as disciplinas de Geopolítica, Avaliação e acompanhamento da transição agroecológica, Inovação sustentável, Europa em todos os seus estados, Agricultura e relações internacionais, Economia do conhecimento, entre outras.

No seu segundo semestre, cursou a pré-especialização em Economia e Geopolítica da Agricultura, que é composta por 3 meses de aulas e projetos pré-profissionais e 3 meses de estágio. Este último foi realizado entre junho e agosto de 2020 junto ao programa de pesquisa-ação MicroAgri (https://www.microagri.org/), no qual continua como voluntária até fevereiro de 2021, quando realizará seu estágio final (6 meses) junto ao programa. O objetivo de MicroAgri é estudar o fenômeno dos microestabelecimentos agropecuários no departamento da Gironda. Esses estabelecimentos são baseados, de modo geral, na instalação de neorurais, na produção inspirada por agriculturas alternativas (agroecologia, permacultura, agrofloresta, agricultura biodinâmica) e na comercialização em circuitos curtos e de proximidade (< 80 km). Na ocasião do estágio, a estudante visitou e entrevistou 15 agricultores com a missão de avaliar a viabilidade de seus estabelecimentos agropecuários. A continuação deste trabalho de avaliação se dará através da discussão dos resultados junto aos professores Ademir A. Cazella (Lemate/UFSC) e Bernard Del’Homme (MicroAgri/BSA). Além da cooperação reflexiva e teórica, o objetivo é também de fortalecer os laços entre o Lemate e o grupo de pesquisa EADT (Ambiente, atores e dinâmicas territoriais), do qual o professor Bernard faz parte.

Desde 2019, Karine realiza também uma pesquisa sobre o serviço de extensão rural oferecido pelas instituições oficiais catarinense (Epagri) e francesa (Chambres d’agriculture). O objetivo desta pesquisa, que será seu Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), é analisar os perfis dos extensionistas rurais quanto à sua percepção em relação ao seu trabalho, à sua contribuição às diversas dimensões do desenvolvimento sustentável em escala local/regional e à articulação coletiva dos agricultores. O projeto tem sido orientado pelos professores Oscar J. Rover (UFSC) e Adeline Alonso Ugaglia (BSA).

Todas as atividades da estudante têm sido acompanhadas pela equipe do Lemate, contribuindo para a qualificação dos seus projetos. A oportunidade do intercâmbio de graduação com dupla-diplomação e possibilidade de realização de um mestrado tem apresentado muito potencial não só para a carreira acadêmica da estudante, mas também para o estabelecimento de novas parcerias entre o Lemate e grupos de pesquisa franceses que trabalham sobre as mesmas temáticas que o laboratório.