Educação em Cooperativas de Crédito Rural Solidárias

Educação em cooperativas de crédito rural solidárias em Santa Catarina (2018 – atual)

Projeto certificado pela empresa Cooperativa de Crédito Rural com Interação Solidária de Águas Mornas em 08/01/2019.

A governança cooperativa tem assumido papel de destaque na evolução das diretrizes institucionais e operacionais que orientam a expansão do cooperativismo no Brasil. Processos relacionados ao fortalecimento da educação cooperativa destacam-se como importante estratégia em termos de governança, já que aproximam as organizações de seu quadro social, e, ao mesmo tempo, formam novos líderes para assumir posições de destaque no sistema cooperativista. Práticas de estímulo à educação contribuem também para a fidelização dos associados e para a constituição de um quadro de gestores alinhados com os princípios e objetivos das cooperativas. No ramo do crédito observam-se crescentes exigências do Banco Central em relação à governança na Organização do Quadro Social (OQS), visando à qualificação dos gestores e o aprimoramento das políticas de sucessão das cooperativas. Todavia, o Brasil carece de conhecimentos aprofundados em termos teóricos e empíricos sobre o tema da educação cooperativista, bem como de avaliações consistentes sobre seus impactos na governança e nos resultados socioeconômicos dessas organizações. Em muitos casos, a educação cooperativista confunde-se com programas de formação e de capacitação que visam, principalmente, a divulgação da organização, geralmente desenvolvidos sem o uso de metodologias educacionais transformadoras e condizentes com os princípios cooperativistas. Este projeto visa investigar processos educacionais realizados por cooperativas de crédito solidárias, analisando sua influência na OQS e os impactos nos seus resultados socioeconômicos. Especificamente, pretende analisar os programas de formação e capacitação realizados pela Cooperativa de Crédito Rural com Interação Solidária Cresol Águas Mornas-SC (CAM), que está à frente de um processo de fusão com outras quatro cooperativas com o proposto de constituir a Cresol Vale Europeu. Para tanto se pretende diagnosticar os impactos dos programas de formação na organização do seu quadro social e nos resultados socioeconômicos alcançados, além de elaborar uma proposta, visando aprimorar a governança das cooperativas solidárias em torno da qualificação dos processos de educação cooperativista. Em termos metodológicos, a pesquisa, de natureza qualitativa, está baseada em análises de documentos institucionais e na revisão da literatura especializada, bem como em pesquisa de campo que visam entrevistar gestores e beneficiários dos programas de formação existentes na CAM e nas outras quatro cooperativas implicadas com o processo de fusão. Essa pesquisa pretende também monitorar novos programas de formação, que estão dando suporte ao processo de fusão das cinco, abordando seus impactos na governança, especialmente em relação à OQS e a qualificação dos gestores. O projeto será executado pela equipe do Laboratório Lemate, com apoio do Núcleo de Desenvolvimento Rural Sustentável, ambos da UFSC, da Cresol Águas Mornas e do Instituto de Formação do Cooperativismo Solidário (Infocos). Os resultados esperados devem gerar aprimoramentos das teorias educacionais cooperativas; qualificação dos gestores e do quadro social da Cresol Águas Mornas e demais cooperativas solidárias ligadas ao Infocos e na elaboração de material de difusão dos conhecimentos gerados pela pesquisa.

Natureza: Pesquisa.
Integrantes: Ademir Antonio Cazella (Coordenador); Fábio Búrigo; Anderson Luiz Romão; Stéfani Tamara Pérez; Marcos Catelli Rocha; Luiz Carlos Pizzolo da Silva; Karine Nunes; Adriana Volles.
Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – Bolsa; Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – Auxílio financeiro.